Mês: julho 2019

Restituição Imposto de Renda 2020: Consultar Lotes IRPF 2020

A restituição Imposto de Renda 2020 beneficia uma parcela dos contribuintes. E representa uma taxa a ser devolvida aos declarantes que pagarão um valor de imposto superior ao que deveriam. Para saber se tem direito a restituição Imposto de Renda 2020 é preciso realizar a consulta no site da Receita.

Restituição Imposto de Renda 2020

Restituição Imposto de Renda 2020

Entenda o Imposto de Renda 2020

O Imposto de Renda Pessoa Física – IRPF é uma iniciativa do Governo Federal com administração da Receita Federal.

O imposto é cobrado todos os anos por pessoas com ganhos anuais tributáveis superiores a R$28.559,70.

✓ Saiba como obter o extrato IRPF 2020

O objetivo é recolher desses trabalhadores uma taxa relativa aos seus ganhos, como forma de contribuição ao Governo.

Outra finalidade, é verificar quais foram as ações econômicas destes brasileiros através da declaração do IRPF.

No documento de declaração ficam descritos todos os lucros e gastos do trabalhador. Desde compra de bens, até o pagamento de pensão e gastos com seus dependentes.

A declaração e o pagamento são obrigatórios, e deixar de fazê-lo pode trazer punições judiciais. Além disso, não informar alguns ganhos ou gastos, se torna sonegação de impostos e o contribuinte cai na malha fina, que é a supervisão da Receita.

Declaração Imposto de Renda 2020

Para ter direito a restituição Imposto de Renda 2020 é preciso que a declaração Imposto de Renda 2020 seja entregue corretamente, e dentro do período estipulado pela Receita Federal.

Após a análise da declaração, fica definido se o contribuinte terá direito ao pagamento da restituição. A forma de preencher o documento é sempre via internet, por meio de programas disponibilizados no site da Receita:

É preciso informar no documento quais foram os ganhos daquele ano, sejam tributáveis ou não. E quais foram os gastos, inclusive com os seus dependentes. São dependentes: filhos, esposas e enteados.

Alguns erros comuns faz com que o contribuinte caia na malha fina, e não tenha direito ao recebimento da restituição. É sempre importante estar atento ao que está sendo informado, por exemplo:

  • Não omitir rendimentos;
  • Comparar o valor retido na fonte e o informado;
  • Incluir despesas médicas;
  • Indicar a dedução de previdência privada ou oficial e pensão alimentícia.

Restituição Imposto de Renda 2020

A restituição Imposto de Renda 2020 é concedida aos trabalhadores que pagarão valor à mais de imposto.

O caso é muito comum com assalariados que descontam a contribuição ao IPRF em sua folha de pagamento.

A Receita analisa todas as declarações, e conforme identifica muitas deduções, inclusão correta de despesas e ganhos, vai concedendo descontos ao contribuinte. No fim das contas, o trabalhador acabou pagando mais que deveria.

Por tanto, este valor funciona como um “troco” para aqueles que têm direito. Seguindo a taxa Selic o pagamento pode ser reajustado. A restituição é depositada diretamente na conta bancária do contribuinte.

São 7 lotes para pagamento, priorizando aqueles que entregaram a declaração com antecedência e o público idoso, com idade superior a 60 anos.


Calendário restituição IRPF 2020

A divulgação oficial do calendário restituição Imposto de Renda 2020 acontece logo após a entrega das declarações. Ao todo, são 7 lotes que têm início em junho e vão até dezembro.

  • 1° lote: 15/06;
  • 2° lote: 16/07;
  • 3° lote: 15/08;
  • 4° lote: 17/09;
  • 5° lote: 15/10;
  • 6° lote: 16/11;
  • 7° lote: 17/12.

As datas podem ser alteradas, e o artigo será atualizado.


Consulta restituição Imposto de Renda 2020

No site da Receita Federal, os contribuintes poderão fazer a consulta restituição Imposto de Renda 2020 para saber se têm direito ao benefício, e se o pagamento já foi efetuado.

Veja como realizar a consulta IRPF 2020:

  • Acesse o portal do IRPF e na opção ‘Restituição’ opte por ‘Consultar restituição’;

  • Insira os dados necessários para dar continuidade.

Extrato IRPF 2020: Extrato Imposto de Renda, Como tirar?

No extrato IRPF 2020 ficam contidas informações importantes sobre a declaração do imposto, e demais ações que envolvem o tributo. O extrato IRPF 2020 pode ser acessado no portal e-CAC, para isso é necessário que contribuinte tenha um código de acesso ou certificado digital.

Extrato IRPF 2020

Extrato IRPF 2020

Sobre o IRPF 2020

Válido em todo o país, o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) é um tributo administrado pela Receita Federal. Uma taxa cobrada sobre o ganho anual do brasileiro.

Além de pagar o imposto referente aos lucros daquele ano, o contribuinte precisa fazer uma declaração com todas as ações financeiras que o envolveram.

Seja compra e venda de bens, gastos médicos e educacionais, e até ações com o comércio exterior.

Existe um prazo para a entrega da declaração IRPF 2020, normalmente no mês de Abril. Aqueles que deixarem de fazer a declaração no período certo pagarão multas. E quem não incluir determinados ganhos e gastos pode ser acusado de sonegação.

O Imposto de Renda funciona como um controle do Governo sobre a economia dos trabalhadores. E o pagamento da taxa é uma contribuição pelos ganhos.


Portal e-CAC IRPF 2020

O extrato IRPF 2020 fica disponível para acesso no portal e-CAC IRPF 2020. Uma página virtual que pode ser acessada apenas por contribuintes do imposto.

Para fazer o login é preciso ter em mãos CPF do titular da declaração, código de acesso e senha.

Também é possível fazer a declaração do imposto no painel, optando pela opção ‘Meu Imposto de Renda’.

➜ Veja como consultar o IRPF 2020:

  • Pagamentos e parcelamentos;
  • Certidões e situação fiscal;
  • Entrega da declaração;
  • Extrato;
  • Reinstituição e compensações;
  • Consultas;
  • Atendimento personalizado.

➜ O acesso ao portal pode ser feito por meio, desse link.


Gerar código de acesso extrato IRPF 2020

O acesso ao portal para o extrato é possível apenas com o código de acesso. No entanto, alguns contribuintes não têm esse código. Pois ele deve ser criado antes do primeiro login no portal.

Saiba como gerar código de acesso extrato IPRF 2020: Para pessoa física é necessário ter em mãos: CPF, data de nascimento e número do recibo das declarações entregues nos últimos 2 anos.

Este código é feito de forma virtual, veja:

  • Selecione a opção ‘Gerar código de acesso pessoa física’;

  • Insira os dados solicitados para dar prosseguimento a geração do código.


Extrato IRPF 2020

Visualizando o extrato IRPF 2020 é possível verificar várias ações do Imposto de Renda.

Além de consultar o status de entrega da declaração. Por meio do extrato é possível ter acesso a:

  • Possíveis pendências que deixaram a declaração em malha filha e informações sobre como resolvê-las por meio de retificação da declaração ou de agendamento de atendimento para apresentação de documentação comprobatória;
  • Consultar se as quotas do IRPF estão sendo pagas corretamente;
  • Solicitação, alteração ou cancelamento do débito automático das quotas;
  • Identifique e parcele eventuais débitos em atraso.

Para verificar esses dados, e realizar solicitações por meio do extrato, o contribuinte deve acessar o portal e-CAC. Veja como, seguindo o passo a passo:

  • Acesse o portal e-CAC e insira todos os dados solicitados;

  • Escolha a opção ‘Declarações e demonstrativos’ e depois clique em ‘Extrato do processamento da DIRFP’;

  • Visualize todos as declarações, status de entrega e demais ações disponíveis.

Consulta IRPF 2020: Restituição Imposto de Renda, Malha Fina

A consulta IRPF 2020 é válida para dois processos que envolvem o imposto: consulta da reinstituição, e confirmação da declaração. Para fazer a consulta IRPF 2020 é necessário ter acesso à internet, já que a verificação acontece exclusivamente no portal da Receita Federal.

Consulta IRPF 2020

Consulta IRPF 2020

Sobre o Imposto de Renda 2020

O Imposto de Renda Pessoa Física IRPF e Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), são obrigatoriedades impostas no Brasil para que empresas e trabalhadores declarem os seus ganhos à Receita Federal.

Todos os anos é necessário que este documento seja preenchido. Uma ficha eletrônica em que devem ser inseridos todos os ganhos e gastos do ano base, que represente o ano ano anterior ao de declaração.

Além de informar os seus lucros e perdas, o trabalhador deve pagar ao Governo Federal uma taxa referente aos seus ganhos. O valor pago varia conforme o salário bruto mensal do declarante. E pode ser de no mínimo 7,5% e no máximo 27,5%.

Esta é uma forma de contribuir com a Receita e de informar ao Governo que todas as compras e vendas realizadas naquele ano, foram judicialmente corretas. Isto é, contaram com pagamentos de impostos e taxas.


Declaração do Imposto de Renda 2020

Antes de fazer a consulta Imposto de Renda 2020, é necessário que a declaração Imposto de Renda 2020 seja realizada corretamente. O documento é preenchido de forma virtual, nos programas disponibilizados pela Receita.

Aqueles que omitirem algum tipo de ganho ou gasto, poderão cair na malha fina IR 2020.

Isto significa que após a declaração, a Receita Federal analisa todas as fichas preenchidas e caso identifique algum erro pode solicitar que o declarante seja submetido a processo judicial.

Alguns motivos levam ao erro, por exemplo:

  • Erro de digitação;
  • Omitir gastos;
  • Omitir ganhos;
  • Gastos com saúde, educação, aluguel e pensões devem ser incluídos.

A Receita entende que caso não sejam incluídos dados importantes, o trabalhador ou a empresa estão sonegando impostos, o que por lei é incorreto.

Na declaração, que normalmente é feita no mês de Abril, é preciso estar atento a todos os detalhes.

Dentro do prazo estipulado para consulta IRPF 2020 e entrega é possível refazer o documento solicitando a retificação, alterando dados incorretos.


Reinstituição Imposto de Renda 2020

A maioria dos contribuintes realizam a consulta IRPF 2020 para verificar se têm direito a reinstituição Imposto de Renda 2020.

A reinstituição é um valor pago as pessoas que contribuíram à mais com o imposto.

Quer dizer, pagaram mais que deveriam. E por isso, o Governo deve devolver este valor.

Um bom exemplo de pessoas com direito ao pagamento da reinstituição, são os profissionais assalariados que pagam a taxa do imposto em cotas descontadas da folha de pagamento e depois recebem essa diferença.

O pagamento é efetuado em lotes, normalmente de junho a dezembro. E a reinstituição deve ser depositada na conta corrente do contribuinte.


Consulta IRPF 2020

A realização da consulta Imposto de Renda 2020 é feita em dois principais casos.

Quando o trabalhador deseja verificar a liberação da restituição, ou quando quer acompanhar a entrega da declaração e confirmar que não caiu na malha fina.

Nos dois processo a forma de consulta é via internet. Aprenda como fazer:

Consulta restituição Imposto de Renda 2020:

  • Insira os dados necessários e selecione ‘Consultar’.

Consulta declaração Imposto de Renda 2020:

  • Agora, selecione ‘Declarações e Demonstrativos’ e em seguida opte por ‘Extrato do Processamento da DIRPF’;

  • A lista com as declarações enviadas ficará disponível. Caso hajam erros e a possibilidade de retificação, haverá um ícone para que a mesma seja feita.

Imposto de Renda 2020: Tabela IRPF 2020, Declaração, Programa

O Imposto de Renda 2020 é um ato obrigatório que deve ser feito por pessoas físicas e jurídicas no Brasil. O tributo é anual, e pode gerar dúvidas por parte dos declarantes. No entanto, o Imposto de Renda 2020 possuí um programa fácil de ser manuseado, e além disso algumas dúvidas podem ser sanadas nesse artigo.

Imposto de Renda 2020

Imposto de Renda 2020

Como funciona o Imposto de Renda 2020?

Administrado pela Receita Federal, o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) ou Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) é um tributo brasileiro que incide sobre os ganhos dos trabalhadores locais.

Funciona como um pagamento de uma taxa ao governo, em contribuição pelos ganhos daquele ano.

O valor do IRPF 2020 varia conforme a quantia acumulada por aquele trabalhador. Quanto mais bens e gastos, maior o valor da taxa.

O pagamento pode ser feito em cota única, ou em até 8 parcelas, mas com juros. Todos os prazos e opções para contribuir com o imposto, ficam esclarecidos no site da Receita. E há divulgações oficiais em canais de comunicação.

É preciso estar atento a declaração do imposto de renda, pois é desta forma que o governo controla os seus ganhos e gastos. E caso seja identificado que algum bem não foi incluído, isto se classifica como sonegação de imposto, e o trabalhador pode responder processos judiciais.


Quem deve declarar o IRPF 2020?

Embora obrigatório, não são todos os brasileiros que precisam fazer a declaração do IRPF. Por lei, foi determinado um ganho anual mínimo que considera quais pessoas devem contribuir com imposto.

Atualmente, é defino que quem deve declarar o Imposto de Renda 2020 são:

  • Pessoas que receberam rendimentos tributáveis (com imposto) anual superior a R$28.559,70;
  • Pessoas que receberam rendimentos isentos (sem imposto) anual superior a R$40.000,00;
  • Aqueles que obtiveram ganho de capital e operações em bolsa de valores;
  • Trabalhadores rurais que conquistaram receita bruta anual superior a R$142.798,50;
  • Teve a posse de bens ou terras com valor superior a R$300.000,00;
  • Passou a ser residente do Brasil no ano-base.


Tabela Imposto de Renda 2020

A tabela Imposto de Renda 2020 indica ao trabalhador quanto deverá ser pago de imposto.

São determinadas alíquotas para cada limite de ganho mensal, estas alíquotas devem ser multiplicadas pelo valor recebido pelo trabalhador.

Existem especulações de que o atual governo atualize essa tabela. E que as alíquotas sejam diminuídas. Mas, por enquanto, são apenas discursos e falas incompletas. As divulgações oficiais ainda não aconteceram.

Atualmente, a tabela indica:

  • Ganho mensal de até R$1.903,98: isentos do pagamento;
  • Ganho mensal de R$1.903,98 até R$2.836,66: 7,5%;
  • Ganho mensal de R$2.836,66 até R$3.751,05: 15%;
  • Ganho mensal de R$3.751,06 até R$4.664,68: 22,5%;
  • Ganho mensal acima de R$4.664,68: 27,5%.

Declaração do Imposto de Renda 2020

A declaração do IRPF 2020 indica quais foram os ganhos e gastos do trabalhador naquele ano. É preciso declarar bens como:

  • Lucros em vendas;
  • Compras de bens, exemplo: casas, terrenos, carros;
  • Ganhos em moedas estrangeiras;
  • Ganhos em venda de imóveis.

Além disso, o trabalhador precisa indicar quais foram seus gastos. E até mesmo gastos médicos, escolares e por pensão, precisam ser incluídos. Caso tenha dificuldade para preencher o documento,  procure ajuda com um contador.

O processo é realizado por meio do programa de declaração imposto de renda 2020. Exclusivamente via internet, por três possibilidades:

IRPF 2020: Declaração, Tabela IRPF, Programa, ATUALIZADO

Todos as pessoas que estão contratadas em um trabalho remunerado, procura saber como será o IRPF 2020. Isso porque deve está fazendo parte dessa contribuição anual. Então, é preciso está atento quem são os contratados que deverão realizar esse pagamento e quando. Pensando em sua melhor comodidade, reunimos as principais informações para que você saiba tudo sobre o IRPF 2020.

IRPF 2020

IRPF 2020

Imposto de Renda

O Imposto de Renda para Pessoa Física é um valor cobrado todos os anos, sobre os cidadãos que atingem uma determinada quantia de rendimento. Todos os anos, o IRPF estabelece uma determinada quantia para o valor piso a ser vigente.

✓ Veja como não cair na Malha Fina IR 2020

Dessa forma, os cidadãos que estiverem dentro daquele valor, terá que realizar uma contribuição proporcional ao seu valor.

Consequentemente, quanto maior for a renda do brasileiro, mais alta será a taxa de pagamento do IRPF 2020.

IRPF 2020

Por ser questões um pouco burocráticas, muitas pessoas ainda se perdem em questões sobre esse assunto. Para não ser uma delas, confira os seguintes detalhes!


Declaração Imposto de Renda 2020

Os trabalhadores que estiverem dentro dos requisitos para essas contribuições, devem realizar sua declaração IRPF 2020 todos os anos.

Além das pessoas que não atingem a quantidade mínima estabelecida para aquele ano, também é dado a vedação desse pagamento em outros requisitos.

Para isso, é preciso conhecer quem são os brasileiros que se encaixam em cada situação. Caso o contrário, a falta de pagamento desse valor sobre quem tem obrigação, pode acarretar sérios problemas futuros.


Quem deve declarar IRPF 2020?

Sabendo dessas informações, confira abaixo os requisitos de quem deve declarar Imposto de Renda 2020. São eles:

  • Cidadãos brasileiros que obtiveram rendimento tributável superior à R$ 28.559,70;
  • Rendimentos tributáveis ou não tributáveis direto da fonte superior à 40.000,00;
  • Obteve renda anual superior ao valor de R$ 142.798,50;
  • Que passou a ter posse de bens cujo o valor ultrapassou o valor de R$ 300.000,00;
  • Obteve ganho de capital sobre alienação de bens e direitos;
  • Cidadãos que tiveram operações na bolsa de valores, mercados futuros ou atividades semelhantes;
  • Cidadãos do setor rural que queiram realizar compensação de prejuízos e perdas nos anos passados.

Se tornou cidadão brasileiro, se encontrando no país no último mês do ano anterior.


Quem NÃO precisa declarar IRPF?

Sabendo das condições de quem tem essa obrigação, confira abaixo quem não precisa declarar IRPF:

  • Cidadãos que não esteja dentro de nenhum dos requisitos que citamos acima;
  • Cidadãos que mesmo que estejam dentro de alguns dos requisitos, já tenham sido declarados como dependente de outra pessoa que efetua suas contribuições;
  • Cidadãos que possuem posse de bens e direitos que não ultrapassem a faixa de R$ 300.000,00, no último mês do ano anterior.

Isenção IRPF 2020

Como chegamos a falar um pouco sobre o assunto, alguns cidadãos brasileiros se encontram em determinadas situações que lhe dão a isenção IRPF 2020. Confira os listados a seguir:

➜ Que tenham apenas renda relativas a aposentadoria, pensão ou reserva/reforma (militares);

Possuam alguma das seguintes doenças:

  • AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida);
  • Alienação Mental;
  • Cardiopatia Grave;
  • Cegueira (inclusive monocular);
  • Contaminação por Radiação;
  • Doença de Paget em estados avançados (Osteíte Deformante);
  • Doença de Parkinson;
  • Esclerose Múltipla;
  • Espondiloartrose Anquilosante;
  • Fibrose Cística (Mucoviscidose);
  • Hanseníase;
  • Nefropatia Grave;
  • Hepatopatia Grave;
  • Neoplasia Maligna;
  • Paralisia Irreversível e Incapacitante;
  • Tuberculose Ativa.

Lembre-se! Para que a declaração de renda seja isenta para os que são citados acima, é preciso apresentar um laudo médico, bem como quando for solicitado sua atualização, pois esse processo não é automático.

Depois de realizar essa comprovação médica, é que o cidadão deverá solicitar não se sujeitar a essa obrigação.


Tabela do Imposto de Renda 2020

É sempre pela definição das tabelas do imposto de renda 2020, que cada contribuinte conseguirá saber qual o seu valor. Assim, deve está checando a porcentagem de acordo com a sua categoria.

Confira essa tabela a seguir, para cálculo IRPF 2020 anual de acordo com as alíquotas IRPF 2020:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 22.847,76
De 22.847,77 até 33.919,80 7,5 1.713,58
De 33.919,81 até 45.012,60 15 4.257,57
De 45.012,61 até 55.976,16 22,5 7.633,51
Acima de 55.976,16 27,5 10.432,32

E abaixo, veja também a tabela do imposto de renda 2020 retido direto da fonte para a realização do cálculo mensal:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 22.847,76
De 22.847,77 até 33.919,80 7,5 1.713,58
De 33.919,81 até 45.012,60 15 4.257,57
De 45.012,61 até 55.976,16 22,5 7.633,51
Acima de 55.976,16 27,5 10.432,32

Como declarar IRPF 2020?

Sabendo que existe um grande número de pessoas, que precisam está realizando esse procedimento, é preciso saber como declarar IRPF 2020Atualmente, para esses cidadão, existem várias formas que são bem rápidas de fazer.

IRPF 2020

Quem preferir, pode escolher entre o uso do programa oferecido pelo site da Receita Federal ou pelo aplicativo em seu Smartphone. Para ambos os procedimentos, é preciso que o cidadão esteja conectado a internet.

Para começar a realizar a declaração do seu imposto, damos a dica de reunir todas as documentações que você vai precisar. Por ser um procedimento bastante detalhado, é preciso está se preparando antes. Veja como está fazendo a seguir!


Baixar o programa IRPF 2020

Funcionando desde 2007, o programa IRPF 2020 é uma opção para aqueles que preferem estar realizando esse procedimento pelo computador. Assim como o aplicativo IRPF 2020, é bem simples. Veja abaixo:

  • Escolha qual a opção é referente ao sistema operacional do seu computador:
  • Quando redirecionado, baixe o aplicativo com o nome Programa IRPF 2017;
  • Depois que baixado, instale-o em seu computador;
  • Em seguida, abra o programa e clique em ‘Criar nova declaração’;

  • Depois que for redirecionado, escolha uma das opções seguintes;

  • Preencha os campos com seus dados;

  • Continue preenchendo os novos campos e revise todas as informações para evitar erros;
  • E encerre o procedimento clicando em ‘Entregar Declaração’.

O download do programa IRPF 2020 é feito de forma gratuita para todas as plataforma. Poderá demorar um pouco, dependendo da internet do usuário, mas assim que baixado, a instalação é bem rápida!


Aplicativo IRPF 2020

Outra opção também, ainda mais simples é para utilizar o aplicativo IRPF 2020. Quem prefere esse meio, deve está baixando o aplicativo na loja do seu aparelho. Veja mais detalhes:

  • Acesse sua loja e pesquise o aplicativo por nome IRPF;

IRPF APLICATIVO

  • Depois que baixar o aplicativo, preencha seus dados para o primeiro acesso;
  • No aplicativo, selecione a opção ‘Fazer declaração’;
  • Siga clicando em ‘Criar ou continuar Declaração’ e encerre em ‘Fazer a declaração’.

IRPF

Relembrando que para ambos, é preciso ter acesso a internet!


Prazo de pagamento do IRPF

Todos os anos a Receita Federal estabelece um prazo para ser feito esse pagamento. Veja abaixo os prazos IRPF 2020:

Lote Data
17/06
15/07
15/8
16/9
15/10
18/11
16/12

Restituição IRPF 2020

Em alguns casos, pode acontecer de o contribuinte efetuar um pagamento superior ao valor que deveria ser o seu.

Dessa forma, é possível também está realizando uma restituição IRPF 2020. Identificando esse valor, o contribuinte será reembolsado.

Para está realizando esse procedimento, o processo também é bem simples. Veja:

COMO CONSULTAR O IRPF 2

  • Preencha os campos com o número do seu CPF e data de nascimento;
  • Digite o código de segurança e encerre o procedimento clicando em ‘Consultar’.

Malha Fina IRPF 2020

Não podemos negar que muitas pessoas tratam alguns desse valores como exorbitantes e tentam burlar esse pagamento com informações que não são verdadeiras.

A malha fina IRPF 2020 atua na verificação de dados informados, para saber se estão todos de forma verídica.

Sabemos que pode ocorrer algum erro equivocado na hora dessa prestação de conta e isso pode ser revertido. É acessando o site que você consegue checar se está tudo ok com a sua contribuição.

Caso o contrário, essa incompatibilidade de informações pode lhe causar juros e multas por causa das informações falsas.


Imposto de renda de pessoa jurídica

Devemos lembrar também que não é só a pessoa física que deve prestar contas com essa contribuição. O Imposto de Renda de Pessoa Jurídica – IRPJ 2020 também é cobrado, mas de forma diferente da pessoa física.

IRPF 2020

O IRPJ realiza essa cobrança de forma mensal, dos seguintes órgãos:

  • Órgãos do Governo;
  • Igrejas;
  • Sociedades;
  • Empresas;
  • Empresas Individuais;
  • Microempresas;
  • Sociedades;
  • Partido Políticos;
  • Etc.

IRPF 2020 atrasado

Como é estabelecido um prazo para efetuar esse pagamento, se você estiver com o IRPF 2020 atrasado, você não poderá efetuar seu pagamento no valor inicial. Isso porque será acrescentado a ele, multas e juros de acordo com o tempo.

O valor da multa pode chegar à 20% sobre o que seria imposto ao contribuinte. Sobre o valor mínimo, seria aumentado R$ 165,74. Quanto mais dias você tiver acumulado, mais alto será o valor de acréscimo.